Últimas notícias da VTM

Ausência de memória e falha de pensamento? Saiba o que é demência com corpos de Lewy

Robin Williams no filme Patch Adams, após tentar se suicidar, voluntariamente se interna em um sanatório. Williams nos ensina sobre amor e devoção ao ajudar outros internos – dessa forma, descobre que deseja ser médico, para poder ajudar pessoas. Ao sair da instituição entrou na faculdade de medicina. Robin foi destaque em diversos filmes que exigiam grande sensibilidade – venceu o Oscar de melhor ator coadjuvante pelo filme Gênio Indomável. Porém, em vida real, perdemos esse excelente ator. Em declaração após a morte do marido Robin Williams, Susan disse que não foi a depressão a causa do sofrimento de Robin,  mas sim a presença da demência com corpos de Lewy (DCL).

A DCL é um tipo de demência acompanhado de alterações de cognição, movimento e comportamento. Mesmo a redução de memória agrava na medida que a doença avança. Caracterizada pela perda de atonia muscular normal durante o sono REM, a DCL pode-se manifestar durante anos ou décadas antes de demais sintomas. As características mais frequentes são alucinações visuais, lentidão de movimentos, dificuldade em caminhar, rigidez, flutuações na atenção e em estado de alerta, alterações na pressão arterial, função gastrointestinal e cardíaca. Como no caso de Robin, alterações de humor, depressão e apatia podem surgir.

A demência com corpos de Lewy é um dos três tipos mais comuns de demência, junto com a demência vascular e o mal de Alzheimer. A DCL geralmente surge após os 50 anos de idade e afeta cerca de 0,4% de todas as pessoas com mais de 65 anos. Nos últimos estádios da doença, muitas pessoas com DCL não conseguem tratar de si sozinhas. Não existe cura ou medicação que atrase a progressão da doença, o tratamento tem como objetivo melhorar sintomas – os inibitores da acetilcolinesterase, como a donepezila e a rivastigmina, são eficazes na melhora da função cognitiva e de funções corporais. Além disso, a melatonina é utilizada para melhora da qualidade do sono, por exemplo. Cada caso é específico, pois os sintomas podem diferenciar de acordo com o paciente.

Compartilhe este post:Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Email this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *