Últimas notícias da VTM

Link_ZIka ou SGB

Zika ou SGB? Procure o diagnóstico correto antes de buscar a cura

Você sabe o que é síndrome de Guillain Barré? Já ouviu falar do vírus Zika? O que eles têm em comum?

A Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS) vem recebendo notificações de casos de manifestações neurológicas com histórico de doença exantemática prévia. Esses achados estão sendo reportados em regiões com evidência de circulação dos vírus zika, dengue e/ou chikungunya, em especial nos Estados do nordeste. Somente entre Janeiro e Julho de 2015 ocorreram 121 casos de Síndrome de Guillain Barré com histórico de doença exantemática prévia.

A ocorrência de síndromes neurológicas após processos infecciosos pelo vírus da dengue e chikungunya está descrita desde a década de 1960, e com o Zika vírus desde 2007, especialmente após os surtos ocorridos na região da Micronésia e Polinésia Francesa. Dentre as manifestações neurológicas, é sabido que a síndrome de Guillain-Barré (SGB) é uma das mais frequentes.

Como é a manifestação clínica da infecção pelo vírus Zika?

Os sintomas do Zika vírus são semelhantes aos da Dengue, porém, o Zika vírus é mais fraco e, por isso, os sintomas são mais leves e desaparecem entre 4 a 7 dias. A maioria das pessoas não procura médico ou vai ao hospital fazer exame. Certamente a incidência é muito maior do que a relatada.

Inicialmente, os sintomas podem ser confundidos com uma simples gripe, provocando febre, dor nas articulações, dor de cabeça, dor nos músculos, dor atrás dos olhos, conjuntivite, manchas vermelhas (iniciam na face e podem se confundidas com sarampo), fadiga, dor no abdome, náuseas, vômitos, alteração intestinal e coceira no corpo.

Existe algum exame para diagnosticar se está infectado pelo vírus Zika?

Geralmente os sintomas aparecem quando o vírus não está mais na corrente sanguínea dificultando o diagnóstico (O vírus fica na corrente sanguínea por 5-10 dias). O RT-PCR avalia vestígios do vírus que estão em alguns tecidos. No entanto esse exame mais específico está apenas disponível em centros de referência do Ministério de Saúde, como na FioCruz, no Rio de Janeiro.

O que é Síndrome de Guillain Barré (SGB)?

A SGB é uma manifestação autoimune tardia que pode ser desencadeada por processos infecciosos ou não infecciosos. Apesar da maior parte das manifestações (2/3 dos pacientes) estar relacionada a processos infecciosos, isso não significa que seja exclusivamente por infecção relacionada à dengue, zika ou chikungunya.

É uma polirradiculoneuropatia, ou seja, afeta os nervos e suas raízes, levando a destruição da bainha de mielina que circunda os nervos. A bainha de mielina serve como um tipo de isolamento elétrico fundamental para que as respostas motoras e sensitivas ocorram com velocidade.

Quais são os sintomas?

Geralmente o paciente apresenta fraqueza progressiva com evolução até de 30 dias que começa pelos pés que vai ascendendo para as pernas até chegar aos membros superiores. Pode provocar insuficiência respiratória pela fraqueza do Diafragma e mais raramente acometer nervos faciais. Menos comum, mas também pode lesionar nervos sensitivos levando a dormência e dando sensação de falta de sensibilidade.

Como diagnosticar SGB?

Inicialmente em caso de fraqueza procure imediatamente um hospital. Lá se deve realizar exame clínico neurológico, preferencialmente realizado por neurologista. Quadro de fraqueza de caráter ascendente associada à ausência de reflexos é muito sugestivo. Exames de eletroneuromiografia e análise do líquor através de punção lombar confirmam o diagnóstico.

Como tratar Zika vírus?

Geralmente o tratamento para vírus Zika é feito apenas para controle dos sintomas, já que não existe remédio antiviral específico. Deve ser evitado AAS, Acido Acetilsalicilico para diminuir o risco de hemorragia. Em caso de dor ou febre prefira Paracetamol ou Dipirona.

Em caso de desenvolvimento da Síndrome Guillain-Barré vá o quanto antes para hospital. Se ocorrer insuficiência respiratória deverá ficar em unidade intensiva com ventilação mecânica. Além disso, tratamentos com imunoglobulina, corticoide e plasmaférese, fisioterapia podem ser utilizados acelerando o processo de recuperação.

 

A forma de contágio da doença é exatamente igual ao da Dengue sendo o vírus transmitido pelo mosquito Aedes Egypt. Portanto medidas que possam reduzir a presença de mosquitos transmissores de doenças, como a eliminação de criadouros (retire recipientes que tenham água parada e cubra adequadamente locais de armazenamento de água), pode ser efetiva;

Proteja-se de mosquitos seguindo estas medidas: mantenha portas e janelas fechadas ou teladas; use calça e camisa de manga comprida; e utilize repelentes indicados para gestantes (Repelentes que contêm DEET (dietiltoluamida), com concentração entre 10% e 50%).

Referências:

http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/orientacoes-zika

 

 

Compartilhe este post:Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Email this to someone