Você deixa tudo para depois? Faça o teste!

Já pode ter acontecido com você: ao acessar a internet para responder um e-mail importante, resolve dar uma olhada rápida nas redes sociais, depois nas notícias, emenda em alguns vídeos… E quando vê, está com todos os seus prazos do dia atrasados.

Todo mundo adia uma tarefa ou outra de vez em quando. Mas fique sabendo que, quando se torna um hábito, a procrastinação pode comprometer diretamente a saúde, a carreira e a conquista dos seus objetivos.

Procrastinação e a culpa

Adiar tudo não atrapalha só a rotina. O não cumprimento das tarefas pode gerar sentimentos de culpa, ansiedade e vergonha, prejudicando a carreira, a autoestima e os relacionamentos do procrastinador – que nunca se sente satisfeito consigo mesmo, ou com a forma como lida com as obrigações. Constantemente estressado, logo sente reflexos no corpo físico, e dores de cabeça e estômago tornam-se comuns.

Na maioria das vezes ligada ao perfeccionismo ou ao medo do julgamento público, a procrastinação também pode ser associada ao fato do indivíduo considerar suas obrigações desconectadas dos seus objetivos atuais. Como justificativa, costuma culpar a falta de tempo, a carência de habilidades ou, ainda, os poucos recursos financeiros.

Se reconhece na situação? Assinale sim ou não em cada um dos itens abaixo e descubra se a procrastinação é mesmo um problema que atrapalha sua rotina e prejudica sua saúde.

 

Agora que você já sabe o seu nível de procrastinação, que tal aprender algumas estratégicas para administrar melhor o seu tempo, e impedir que esse hábito prejudique a sua vida pessoal e profissional? Preencha os campos abaixo e receba mais informações no seu e-mail!

 


Deixe uma resposta