Orientações para uso de medicamentos
Orientações Sobre Medicações. VTM Neurodiagnóstico: Tratamento e Diagnóstico em Neurologia e Saúde Mental.

Orientações para uso de medicamentos

Orientações para uso de medicamentos são essenciais para pacientes e cuidadores. A administração de remédios para tratamento complexo é uma das maiores responsabilidades de quem cuida do paciente, especialmente, se for idoso. Isso porque qualquer erro na dosagem, leitura equivocada das prescrições médicas e ou falta de atenção podem levar à sérias consequências, desde efeitos colaterais agudos até a morte por falha na administração medicamentosa.

Trouxemos 12 orientações para uso de medicamentos essenciais para pacientes e ou pessoas que estão envolvidas nos cuidados.

1. Separe as medicações em sacos rotulados com nomes das medicações e horários de administração e não as tire de suas embalagens originais para controlar a data de validade e evitar que se misturem.
2. Não use medicamentos vencidos. Manter os medicamentos em locais adequados, longe de calor e umidade. Àqueles que necessitarem de refrigeração devem ser guardados na geladeira (os medicamentos não devem ser armazenados próximo ao congelador e na porta da geladeira). Ex.: insulina.
3. Materiais e medicamentos de curativos, como pomadas, gazes, ataduras, esparadrapo e soro fisiológico, devem ser guardados em caixa com tampa, separado de outros medicamentos.
4. Materiais de nebulização devem ser guardados em caixa plástica com tampa e sempre secos.
5. Mantenha a última receita sempre próxima do local onde são guardadas as medicações, para facilitar possíveis consultas. Em caso de dúvida sobre como tomar os medicamentos, solicite ajuda de um familiar/cuidador ou da equipe de saúde.
6. Não modifique a prescrição médica, reduzindo ou aumentando as doses dos medicamentos, ou pare de tomar um medicamento contínuo por conta própria sem a orientação de um profissional qualificado.
7. Acenda a luz sempre que for preparar ou ministrar medicação, para evitar trocas.
8. Avise a equipe de saúde se o paciente costuma utilizar chás naturais, fórmulas fitoterápicas e homeopáticas. As plantas podem interferir na ação de alguns medicamentos aumentando ou diminuindo o efeito desejado (Ex: Ginseng, Ginkgo Biloba).
9. Sempre leia o nome do medicamento antes de administrá-lo.
10. Não utilize medicamentos por conta própria ou indicados por outras pessoas, pois na tentativa de ajudar podem agravar o estado de saúde.
11. Utilize uma tabela de orientação com o nome e horário dos medicamentos a serem administrados. Para ajudar a lembrar os horários de tomar os medicamentos ajuste os horários das tomadas com as atividades diárias, como escovar os dentes, horários das refeições ou de deitar.
12. Se o paciente tiver qualquer um destes sintomas durante o tratamento: náusea, vômito, alterações na pele, alterações no seu hábito intestinal e falta de apetite, informe o médico.
Fonte: Brasil (2017).

#neurologia #psiquiatria #fonoaudiologia #fisioterapia #psicologia #saúdemental #gastrologia #enterologia #terapiaocupacional #enfermagem #cuidador #idoso #avc #materiaishospitalares #medicamento #remédio

Deixe uma resposta