5 dicas simples para você aliviar a sua ansiedade!

Uma sensação de apreensão e rotina que toma conta do seu dia a dia, além da constante expectativa por problemas e notícias ruins, mesmo quando tudo vai bem. Com certeza essas preocupações já fizeram parte da sua vida em algum momento, afinal, quem nunca sofreu com a ansiedade? Mas quando elas se tornam permanente e começam a causar problemas no corpo e na mente, podem ser os primeiros sinais de uma doença e, por isso, pedem todo cuidado e atenção.

Basta pensar nas reações físicas que sentimos quando estamos muito ansiosos. Falta de altar, boca seca, taquicardia, tremedeira, suor frio. Sem falar nos problemas psicológicos, como insônia, insegurança, medo, irritabilidade, tristeza. De acordo com o Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente (Ipom), quatro em cada dez brasileiros sofrem diariamente com esses sintomas, resultados de algum tipo de distúrbio ansioso. Os principais são eles: síndrome do pânico, estresse pós-traumático, fobias, transtorno obsessivo compulsivo e transtorno de ansiedade generalizada.

A boa notícia é que todos têm controle. Mas antes de recorrer a coquetéis de medicamentos e ansiolíticos, confira algumas dicas que podem ajudar a aliviar naturalmente a ansiedade no dia a dia, e recuperar de vez o seu bem estar e qualidade de vida!

Faça terapia

A ansiedade diminui quando há o enfrentamento direto do problema e mudanças na forma de pensar. Sessões de terapia auxiliam nesse objetivo, já que, por meio de perguntas, o especialista irá tentar convencê-lo de que suas dificuldades lá na frente podem nem ser tão grande quanto você imagina, e as soluções podem ser mais simples do que parecem. Para isso…

Mude o foco

A ansiedade determina a forma como interpretamos e priorizamos as informações. Quando estamos pressionados, a maioria de nós é incapaz de considerar mais de uma opção ou acredita que não existem alternativas viáveis. Mas, nos dias em que estamos felizes e otimistas, confiamos em nossa capacidade e a mente se abre para enxergar diferentes pontos de vista sobre o que nos preocupa. Busque, então…

Respirar, meditar e relaxar

Dedique um tempo do seu dia a você mesmo, através de uma atividade que te agrade e traga felicidade. Técnicas de relaxamento e medicação, como ioga e mindfulness, são ótimas opções, já que acalmam e diminuem a ansiedade.

Controlar a respiração também ajuda a dominar o estado emocional e recuperar a tranquilidade. Para isso, inspire lentamente pelo nariz, com a boca fechada, deixando o seu abdômen expandir. Em seguida, solte pausadamente o ar. Outra opção é…

Praticar atividades físicas

Sim, é de senso comum os benefícios dos exercícios para saúde. Mas você sabia que eles também fazem bem para sua mente? Isso porque, ao elevarem a produção de serotonina, aumentam no organismo a sensação de prazer, relaxamento e bem estar emocional.

Caminhe de 10 a 20 minutos todos os dias e já comece a observar os primeiros resultados positivos. Mas sente que nunca tem tempo para se exercitar?

Se organize e defina prioridades

Todo mundo já teve a sensação de que as 24 horas do dia não são suficientes para cumprir todos os compromissos. E, muitas vezes, a ansiedade surge da dificuldade de se estabelecer metas compatíveis à capacidade de execução. Para isso, faça listas e defina as suas prioridades! Não tente fazer tudo ao mesmo tempo ou sozinho. Peça ajuda e, de vez em quando…

Desligue-se e reduza o ritmo

Evite levar trabalho para casa, passe menos tempo verificando os e-mails e mensagens no celular, desligue a internet e vá se divertir com os amigos e a família. Lembre-se, se você não descansar, não terá energia suficiente para enfrentar o dia seguinte. Além disso, uma mudança de rotina pode ser hiperprazerosa na sua vida. Experimente!

VTM_assinatura_post (2)

Este post tem 4 comentários

  1. Cecílio Cais

    Obrigado pelas dicas. Tenho seguido, mas ainda não tenho melhorado. Mas sei q em algum momento isso mudará.
    Atualmente uso medicamentos e acho esquisito a ciência trabalhar com achismo.pois, os remédios geram os mesmos sintomas.
    As vezes chego a pensar que trata se de uma doença diferente, em que a medicina ainda não descobriu é por isso o tratamento não tem realizado bons resultados. Estou a 4 meses tomando medicação e fazendo psicoterapia.

  2. Eran Erica

    Boa noite eu sou Eran Erica e Sou Surda (PCD) tenho doença sintoma Pânico CID 640.1 já fizemos 8meses e meio sofro ansiedade mas to luto… melhorei um pouquinho ainda to com pânico exemplo ir trab fretadoo escuro e carro viajar passo mal e ansiedadd penso negativo e medo vontade vomitar e diarreia e tremmao frio e pé tbm começa andar passo mal e aaclamar rritmia fico em casa tbm as vezez bagunça louça e lava roupas etc começo NERVOSA tomo remédio para acalmar e as vezes fico depressivo tenho feliz outro dia triste e chora deppresivo tbm será tem como cura sintoma Pânico só não consigo trab op de produção rápido começo ficar nervosaa e anciosa tomo remédio mais tranqüilo as vezes piorando tomo mais remédio até sonooo e dormi ou as vezes caminho na ruaaaa relaxar olhar árvore difícil né

    1. DRA. VANESSA MÜLLER

      Olá Erica, sugerimos que você entre em contato com a Clínica para falar diretamente com os médicos. Boa saúde!

Deixe uma resposta