Cocaína: modificações neurológicas

Neurobiologia da Adicção do Uso de Drogas. O uso de substâncias com elevada liberação de dopamina pode alterar a fisiologia cerebral. Há a alteração da atividade funcional e da massa cerebral associadas com a dependência química

Neurobiologia da Adicção de Cocaína – Efeito Neurológico

Neurobiologia da Adicção do Uso de Drogas. O uso de substâncias com elevada liberação de dopamina pode alterar a fisiologia cerebral. Há a alteração da atividade funcional e da massa cerebral associadas com a dependência quimica. #combateasdrogas #Narcoticos #vtmneurodiagnostico #saudemental #neurologia #psiquiatria #dependenciaquimica #estimulacaomagnetica #estimulacaomagneticatranscraniana

Posted by VTM Neurodiagnóstico on Monday, July 13, 2020
Traduzido de https://www.youtube.com/watch?v=h9ZzmoiRxSQ

Tratamento para Dependência Química

A internação foi criada para intervir na crise, especificamente quando o individuo estiver colocando em risco a sua vida e a de outras pessoas. Não são encontradas ressalvas quando se refere à internação voluntaria, porém, é amplamente questionável a aplicabilidade dos tratamentos obrigatórios ao dependente químico. As criticas são por conta do paradoxo que apresentam, por um ângulo intentam proteger a vida, mas, por outro constituem violação da liberdade e punição. Sobre esses aspectos, é essencial apresentar novos tratamentos para reduzir a dependencia no uso da droga. A estimulação magnética transcraniana ou EMT (em inglês: Transcranial magnetic stimulation ou TMS) é uma técnica não invasiva comprovada que traz a viabilidade de tratamento para dependência química com liberdade social. De uso diagnóstico e terapêutico, a EMT usa campos magnéticos para estimular pequenas regiões do cérebro por indução eletromagnética através de um gerador, ou “bobina”, colocado próximo da cabeça do paciente. A dependencia química é tratavel, como mostram alguns exemplos.

 #combateasdrogas #Narcoticos #vtmneurodiagnostico #saudemental #neurologia #psiquiatria #dependenciaquimica #estimulacaomagnetica #estimulacaomagneticatranscraniana

Deixe uma resposta