6 Coisas que toda mãe deve saber sobre neurodesenvolvimento!

6 Coisas que toda mãe precisa saber sobre Neurodesenvolvimento. VTM Neurodiagnóstico. Tratamento e Diagnóstico em Saúde Mental e Neurologia.

Esses transtornos de desenvolvimento geralmente estão relacionados a crianças, pois sugerem que algo está errado com o sistema nervoso nos estágios de crescimento. No entanto, os sintomas podem sumir ou durar até a idade adulta ou por toda a vida do paciente. Cerca de 15% das pessoas entre 3 a 17 anos são afetadas por algum tipo de questão de neurodesenvolvimento.

  1. Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) – O TDAH é um dos transtornos do neurodesenvolvimento mais comuns na infância e, muitas vezes, dura até a idade adulta. Embora existam tratamentos, uma criança com TDAH pode ter problemas no dia-a-dia devido a comportamentos impulsivos, bem como para ficar parada e em interação com outras pessoas.
  2. Deficiência intelectual – categorizado por um QI de menos de 70 a 75, combinado com problemas de comunicação, autodireção, habilidades sociais e de auto-confiança. As crianças afetadas são diagnosticadas com base em sua capacidade de se adaptar à idade e aos padrões sociais específicos de funcionamento independente e também mostram sinais de barreiras à aprendizagem, resolução de problemas e pensamento abstrato.
  3. Existem transtornos importantes que se enquadram na categoria de neurodesenvolvimento, mas que não se consolidam em um diagnóstico apenas. Isso pode incluir transtorno do espectro do autismo, paralisia cerebral, convulsões e até mesmo cegueira e surdez. Alguns outros podem incluir distúrbios de tiques motores, com a síndrome de Tourette.
    As crianças muitas vezes são diagnosticadas com mais de uma condição.
  4.  A estrutura mental da criança com TDAH oscila entre ápices. Isso pode causar desde explosões emocionais, até criações, como também um desgaste de energia elevado. Crianças e adolescentes com TDAH são muito sensíveis e não lidam bem com a pressão de pais e professores.
  5. O transtorno de leitura é muito comum, chamado de dislexia, é caracterizado pela dificuldade em compreender a escrita das palavras e interfere diretamente no rendimento escolar. Não tem nada a ver com Q.I., o tratamento é feito com fonoaudiólogo e psicoeducação para enfrentar eventuais barreiras do dia-a-dia.
  6. A dificuldade em compreender conceitos matemáticos também não tem nada a ver com Q.I., se chama discalculia. Existem diversos tipos de discalculia, mas todas elas podem ser auxiliadas através de jogos e tutorias, segundo a neuropediatria.

Deixe uma resposta