Ansiedade, Pânico ou Fobia?

É muito difícil definir o tipo de transtorno antes de uma avaliação clínica, porém vamos listar aqui algumas características de Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), Fobia e Pânico! Na TAG podem ocorrer inquietações, preocupação excessiva, hipervigilância ou irritabilidade, além de insônias e pesadelos. Podem ocorrer sintomas físicos associados, como dores, boca seca, falta de ar e náusea. Enquanto no TAG, a pessoa pode reagir a qualquer fator considerando-o imprevisível ou ameaçador, na fobia há um evento ou uma circunstância específica que provoca medo intenso e racional, mas já defindo. É a partir do evento estressor que surge uma ansiedade elevada com o propósito de se afastar do evento que causa sofrimento. Tais sintomas são desproporcionais em relação ao real perigo que o evento ou a situação proporciona. Por isso, acrofobia (medo de altura), aracnofobia (medo de aranhas), claustrofobia (medo de lugares fechados), aviofobia (medo de voar de avião), aicmofobia (medo de agulhas) e outros inúmeras fobias podem causar ataques de pânico. Ataques de pânico são caracterizados por episódios súbitos de medo que podem estar associados com ameaças (existentes ou não) sem haver um perigo equivalente.

Tratamentos

Nessa circunstância o diagnóstico e um tratamento preciso é o ideal. Para TAG, pânico ou fobias, hoje as terapias incluem diversos tipos de protocolos, por exemplo psicoterapia com dessensibilização sistemática combinada, treinamento cognitivo com Neurofeedback, Estimulação Magnética Transcraniana ou, até mesmo, em alguns casos, tratamentos medicamentosos.

Deixe uma resposta